quarta-feira, 3 de abril de 2013

Os benefícios da tapioca e as diferentes formas de a saborear


A raiz de mandioca (também conhecida por aipim ou macaxeira) é a base da tapioca que tão bem conhecemos. É uma planta proveniente da espécie Manihot Esculenta, com mais de 7000 espécies.

Por ser uma planta com raízes comestíveis, é cultivada em regiões tropicais e sub-tropicais espalhadas pelo mundo. Estas são raízes tuberosas, que são uma grande fonte de hidratos de carbono, vitaminas e quantidades de amido (fornecedor de energia).

Proveniente das Honduras, o tubérculo rapidamente se alastrou aos restantes países da América do Sul.


Transportado para a mesa, este típico prato indígena transforma-se em tapioca, uma substância extraída da mandioca, igualmente conhecida por goma da tapioca, polvilho, goma seca e polvilho doce. .

Quando comemos uma taça de tapioca, temos a sensação de prazer, porque o sabor é doce. É um alimento digestivo, rico em aminoácidos, fibras, e ainda várias vitaminas e hidratos de carbono.

A mandioca tem propriedades que auxiliam o aumento da serotonina no cérebro, uma substância que é responsável pela sensação de bem estar.




A seguir ao arroz e ao trigo, a mandioca é o cereal mais consumido do mundo.

Outra das vantagens da tapioca é o facto de poder ser confeccionada de várias formas. Pode ser levada ao forno e transformar-se em algo parecido com um crepe ou uma panqueca...


E, aí, podemos ser criativos. Porque o recheio varia consoante o gosto de cada um. Pode ser uma mistura de cous-cous de tapioca com côco...


Ou então um pudim de tapioca...


Ou mesmo uma tapioca com queijo e salada...


Ou pode optar por Romeu e Julieta (queijo e marmelada) envolto em tapioca...


A sugestão é do Saber com Sabor. A confecção fica ao critério de cada um. Mas, certamente, ficou com água na boca e vai querer experimentar estas delícias no próximo jantar mais íntimo.

Sem comentários:

Enviar um comentário